A pandemia acelerou o processo de digitalização das empresas. No entanto, a maioria (56,2%) se encontra ainda nos níveis iniciais de sua transformação. Somente 10,8% chegaram ao grau de desenvolvimento mais alto, de acordo com o primeiro relatório Deep Digital Journey publicado pela LLYC. Para realizar este estudo, que se enquadra no lançamento da nova unidade de Deep Digital Business da companhia, foram consultados mais de 200 executivos de marketing e comunicação de grandes empresas pertencentes a 16 setores e 12 países da Europa e América.

O documento trata de descobrir em que etapa se encontram as empresas dentro da viagem que supõe a transformação digital, que vai além da digitalização já que implica uma mudança cultural. Para isto, se estabelecem quatro fases, desde a atividade mínima da marca no entorno digital até a evolução máxima que uma empresa pode alcançar na automatização de seus processos. Apesar de que 41% dos pesquisados têm uma percepção própria como avançado ou especialista, o relatório lança as seguintes conclusões:

34% das empresas desenvolvem práticas próprias do estado mais inicial da transformação digital (Digital Being).
22,2% se localizam no segundo nível (Digital Optimization), afinando ferramentas e processos digitais.
33% consideram que estão em um estado avançado (Digital Data Driven), no qual se adaptam ao entorno digital as atividades de suas diferentes áreas de negócio, bem como processos ou plataformas.
10,8% alcançam o grau mais alto (Deep Digital) e operam já com uma visão de planificação e execução completamente digital.

Quer dizer, a maioria das empresas não chegou ainda à metade de seu processo de transformação digital.

Por setores há grandes diferenças. Turismo e Lazer (linhas aéreas, plataformas de viagem ou empresas de entretenimento) é o mais bem posicionado. 30% das empresas pesquisadas desse segmento estão na fase mais alta. Lhe seguem Tecnologia e Telecomunicações e Consultoria e serviços legais, com quase 20%. Por outro lado, o setor público aparece como o mais retrasado, com 70% das empresas no estado mais inicial da transformação digital.

Outras conclusões

Do relatório se podem extrair outros dados:

57% das empresas focam mais nelas mesmas do que nas pessoas (clientes, funcionários ou stakeholders), quando são os protagonistas de seu negócio e a base de seu sucesso. A maioria não tem uma estratégia people centered.
– As empresas com um maior grau de transformação digital geram mais negócio através de seus canais digitais: mais de 70% das empresas que se encontram na fase de Deep Digital já gera mais de 20% dos ingressos por essa via.
– Apesar de que seu papel é chave, 73% das equipes de marketing e comunicação não utilizam modelos de IA (Inteligência Artificial) em suas comunicações ou campanhas.

O estudo conclui que as empresas e instituições necessitam deslocar o foco de atenção delas mesmas na direção das pessoas para conectar com elas. Além disso, deveriam intensificar sua viagem na direção de um autêntico processo cultural de transformação digital que significa o Deep Digital Journey para crescer na geração de seu negócio digital. Somente as empresas que avançam nessa direção estarão preparadas para este momentum digital e para antecipar-se a seu entorno.

Adolfo Corujo, Chief Strategy and Innovation Officer da LLYC, afirma: “A verdadeira transformação digital que implica o Deep Digital Journey está ligada a processos complexos de transformação cultural e não somente a avanços tecnológicos ou à digitalização de certas práticas. As empresas estão fazendo um enorme esforço para evolucionar e adaptar-se à disrupção digital, mas no caminho se encontram com resistências lógicas de uma mudança que é mais profunda e radical do que parece”.

Por sua parte, Ibo Sanz, Global Tech & Digital Strategy da LLYC, destaca: “Os departamentos de marketing e comunicação têm um papel fundamental no fenômeno da transformação digital e nos avanços nos processos de digitalização. Seu trabalho como responsáveis da interação entre as marcas e as pessoas que lhes importam os situam no centro da exposição da disrupção provocada pelas tecnologias exponenciais”.

Para saber mais resultados do estudo, acessa aqui.

Desculpe-nos, mas este texto está apenas disponível em Espanhol Europeu. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Ya está disponible el nuevo episodio de «Foco América», el podcast impulsado por LLYC sobre la actualidad latina y mundial, que se puede escuchar en Spotify, Apple Podcast y el resto de plataformas de audio.

Bajo el título “Perú, en busca de la estabilidad” se analiza qué está sucediendo en este país andino y los motivos que explican el continuo cambio político. Ha tenido cinco presidentes desde 2016 y en tres décadas hasta seis mandatarios han terminado en la cárcel por corrupción.

Conducido por Joaquín Vizmanos, director de Relaciones Informativas en LLYC, este episodio cuenta con la participación de Paola Fune, Directora Senior de Asuntos Públicos en LLYC Perú.

Además, junto a los colaboradores habituales, los profesores Carlos Malamud y Pedro Rodríguez, intervienen en este capítulo dos periodistas peruanos: Marco Sifuentes, que escribe en el diario La República y dirige desde Madrid el podcast La Encerrona y Renato Cisneros, presentador de televisión y radio. Ambos examinan los primeros pasos del actual gobierno de Pedro Castillo.

LLYC, con el objetivo de generar conversación en redes sociales sobre la actualidad de América, está empleando el hashtag #FocoAméricaLLYC.

🎧 «Foco América» en Spotify
🎧 «Foco América» en Apple Podcast

Adrián Chinchilla se incorpora à LLYC como Diretor Executivo de seu Estúdio Criativo, a área da empresa dedicada à criação e implementação de estratégias de marca, soluciones de branded content e ao desenvolvimento de narrativa gráfica e audiovisual.

Adrián é especialista no projeto de estratégias de comunicação inovadoras e na criação e produção de campanhas de conteúdo integradas, dirigidas a potenciar o valor das marcas, a incrementar sua reputação e a conectar seu propósito e valores com seus grupos de interesse. Possui uma extensa experiência como Diretor de Produção e de Conteúdos em compañías como MediaCom, Havas e McCann, onde liderou projetos de criação e produção de conteúdos e campanhas audiovisuais, experienciais, gráficas e digitais. Ao longo de sua carreira, participou na produção de vários filmes e documentais, formatos televisivos e mais de 300 campanhas publicitárias e de conteúdo de marca, que foram reconhecidas em festivais publicitários internacionais como Cannes Lions, El Sol, Prêmios à Eficácia e o Ojo de Iberoamérica, entre outros. É formado em Comunicação Audiovisual pela Universidade Europeia de Madrid e Mestrado em Direção de Empresas Audiovisuais pelo Instituto de Empresa.

“Com Adrián Chinchilla seguimos incorporando talento. Seu perfil é idôneo para seguir impulsando uma área fundamental para nossa estratégia de negócio e para continuar ajudando nossos clientes a criar e desenvolver marcas conectadas e expressivas. O branded content e o desenvolvimento de narrativas audiovisuais, gráficas e de marca são cada vez mais demandados”, assegura Jorge López Zafra, Diretor Geral da LLYC Madrid.

Adrián Chinchilla declara: “Me uno com muita ilusão à equipe da LLYC com o objetivo de ajudar as marcas a tomar as melhores decisões estratégicas para incrementar seu prestígio e seu negócio, contribuindo com toda a criatividade, a inovação e a experiência que acumulei em meus vinte anos de carreira profissional em benefício das marcas e ao serviço da comunicação e da publicidade”.

Adrián releva no cargo a Ana Folgueira, que após uma trajetória de sucesso à frente do Estúdio Criativo empreende uma nova etapa profissional na qual compatibilizará o desenvolvimento de projetos de comunicação empresarial com sua faceta de guionista e produtora audiovisual. Seguirá vinculada a LLYC como Senior Advisor. “A trajetória de Ana em seus sete anos na LLYC foi fundamental para desenvolver uma grande equipe integrada por profissionais de branding e desenvolvimento de conteúdos audiovisuais e para gerar uma oferta que integra a estratégia, a narrativa e o projeto em todo o processo criativo”, assegura López Zafra.

Em um novo passo para consolidar-se no mercado da consultoria estratégica de comunicação, a LLYC Argentina recebeu a María Eugenia Vargas como nova Diretora Geral do escritório em Buenos Aires.

Vargas possui mais de 20 anos de experiência no mundo da consultoria, liderando projetos, comunicação corporativa e de saúde, brand PR, crise e assuntos públicos. Ademais trabalhou na Espanha em diferentes agências locais e no começo de sua carreira profissional exerceu a função de assessora de imprensa em ambas as câmaras do Congresso da Nação.

Antes de unir-se à LLYC, foi Associate Director em Ketchum, onde também liderava a prática de saúde da agência; Managing Director em JeffreyGroup Argentina.

Nas palavras de Mariano Vila, sócio e Diretor Geral da Região Sul “A incorporação de María Eugenia reforça nossa intenção de incluir talento com experiência no setor com um conhecimento completo do mercado e de novas soluções que estamos desenvolvendo para nosso cliente em um momento da empresa de grande crescimento. Se une a uma grande equipe que nos últimos anos vem mantendo níveis de crescimento acima de 70%”.

De acordo com Juan Carlos Gozzer, Sócio e COO para América Latina, “A chegada de Maria Eugenia nos permite seguir somando a nosso projeto talento sênior com ampla visão da consultoria para responder da melhor maneira aos desafios de nossos clientes na Argentina e na América Latina.“

Para Maria Eugenia Vargas: “Estou muito entusiasmada e feliz de integrar-me à LLYC, este é um grande desafio profissional que responde a minha paixão pela comunicação e que assumo com muita expectativa. Venho a unir minha experiência profissional no mundo da consultoria com o fim de contribuir ao desenvolvimento do negócio e do talento da operação da Argentina. Meu propósito é agregar valor, novas soluções e serviços que ampliem a oferta, em um momento de grande crescimento do escritório local”.

A LLYC é a primeira consultoria de comunicação e assuntos públicos da Espanha e América Latina. Atualmente está executando um ambicioso Plano Estratégico com o qual quer duplicar seu tamanho nos próximos quatro anos. Em 2021 realizou três operações corporativas para impulsar as duas grandes alavancas do negócio, tecnologia e criatividade. Na Espanha adquiriu a consultoria de marketing digital Apache e a agência criativa CHINA. No México, a agência criativa de data predictive BESO, com interesses na Argentina. LLYC está listada na Bolsa espanhola.

LLYC continua colhendo sucessos nos principais certâmenes nacionais e internacionais. A firma acaba de obter quatro novos galardões, dois no Festival Ibero-americano da Publicidade (FIAP) e outros tantos nos Inspirational 2021, cujas galas se celebraram esta quinta-feira. Concretamente, no FIAP, a campanha “Invisible Soledad” para a Fundação BBK ganhou duas pratas nas categorias Inovação em PR e Inovação em Outdoor/Via pública/Ambiente. Enquanto isso, nos Inspirational, a campanha “La cuna con pantallas (Screen Pollution)” para Multiópticas recebeu uma prata na categoria de Responsabilidade Social Corporativa People. “La última pajita” para McDonald’s obteve um bronze na categoria de Compromisso Social Corporativo Planet. Com estes novos galardões, a LLYC soma já 109 reconhecimentos desde o começo deste ano.

Os Prêmios Inspirational reconhecem as campanhas, projetos e empresas que o Jurado considera os mais inspiradores do setor da comunicação e publicidade em entornos digitais. Quer dizer, aqueles cuja contribuição em termos de criatividade, inovação, eficácia ou notoriedade sirva de referência para agências, anunciantes e o setor em geral.

Por sua parte, o Festival Ibero-americano da Publicidade (FIAP) é realizado há 50 anos e busca impulsar a criatividade em todos os formatos publicitários de Ibero América, considerando a excelência e inovação dos projetos presentados.

As campanhas premiadas

Invisible Soledad” é até agora o projeto de mais sucesso da LLYC e acumula 54 prêmios. Esta campanha para a Fundação BBK, criada pela equipe de Consumer Engagement, tem como objetivo demostrar a contribuição social desta organização. A proposta pretende chamar a atenção sobre a solidão que sofre grande parte da população idosa com mais de 65 anos. Para iniciar o debate, se instalou uma escultura hiper-realista em uma das áreas mais frequentadas de Bilbao em memória de Mercedes, “a última persona falecida na solidão”. O projeto gerou um grande ruido mediático em redes sociais, ainda maior quando, finalmente, se apresentou Mercedes aos meio, a mulher que inspirou esta ação e que permitiu visibilizar, em vida, esta problemática.

O projeto “La cuna con pantallas (Screen Pollution)” para Multiópticas busca sensibilizar e gerar debate social sobre o uso responsável de telas. Para isto, se criou uma empresa falsa que comercializava um berço, uma cadeira de bebê e um balanço com telas incorporadas. Uma série de ações com mães e pais influencers gerou uma onda massiva de indignação. Então, se revelou que a empresa não existia e essa conversa negativa se converteu em impactos em meios, reputação de marca e venda de produtos relacionados com saúde ocular e telas. Esta ação, que acumula já 8 prêmios, foi desenvolvida pelas equipes de Consumer Engagement e Estúdio Criativo da LLYC.

La última pajita” é um projeto para McDonald’s criado pela equipe de Consumer Engagement de Madrid e desenvolvido com o apoio de Assuntos Públicos, Estúdio Criativo e Comunicação Corporativa da LLYC. Os canudinhos de plástico, convertidos em símbolo negativo do câmbio climático, iam desaparecer dos estabelecimentos da firma. Para torná-lo notório, dentro de sua estratégia de sustentabilidade, se criou um símbolo histórico, artístico e valioso, o do leilão de seu último canudinho. A ação se tornou viral com um lance final superior a 50.000 euros, que se destinaram a um fim beneficente. A campanha suma já 11 prêmios, entre os quais se encontram os Eficácia 2020 e os Stevie Awards 2021.

Desculpe-nos, mas este texto está apenas disponível em Espanhol Europeu. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

El periodista Ramón González Férriz se ha incorporado a la firma como Consejero Editorial, donde trabajará mano a mano con el equipo de Cristina Ysasi-Ysasmendi y Julia Montoro en la Dirección General Corporativa.

Su rol consistirá en aportar su experiencia y buen criterio a la amplia producción de conocimiento de la firma. Desde LLYC lanzamos numerosas publicaciones a través de canales muy diversos que han ido creciendo en variedad y contenido: IDEAS LLYC, blogs, libros, revista UNO, podcast o informes LLYC. Ramón colaborará con el equipo para orientar los contenidos de cada canal, los temas de actualidad y de negocio que abordar, el calendario editorial y el enfoque y estilo de cada producto, con el fin de impulsar el posicionamiento de nuestras publicaciones como elemento central de análisis y tendencias. En palabras de nuestro nuevo asesor, la clave está en “intentar conjugar el conocimiento profundo de la gente que trabaja en la compañía con lo que la actualidad nos pone delante a nosotros, a la sociedad en general y a los clientes​”.

Ramón escribe sobre cultura y política en El Confidencial, es editor asociado de la revista Política Exterior y dirige el podcast “El futuro de las ideas” en el Center for Economic Policy de Esade. Sus últimos libros publicados son “La ruptura. El fracaso de una (re)generación” y “La trampa del optimismo. Cómo los años noventa explican el mundo actual” (ambos en Penguin Random House). Anteriormente fue el responsable de la edición española de la revista “Letras Libres” y director del semanario “Ahora”.

Desculpe-nos, mas este texto está apenas disponível em Espanhol Europeu. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

LLYC y CHINA vamos a hacer muchas cosas juntos. Aún no sabemos cómo serán. Y eso es lo mejor de todo“. Con este sencillo pero directo mensaje, que celebra la curiosidad como motor creativo y la importancia de las preguntas sin respuesta para diseñar y crear los proyectos, LLYC y CHINA han querido saludar al mercado en la que es su primera campaña conjunta en España.

Con este proyecto “A los curiosos nos gustan los curiosos“, tanto LLYC como CHINA invitan y retan a todos los profesionales del sector, tanto desde el lado de las agencias como de las marcas, a conversar, a discutir, a hacernos más preguntas. La campaña se compone de una pieza print que aparecerá en varias publicaciones impresas del sector en España y de un plan digital en el que se ha buscado extender la conversación. Para ello, LLYC y CHINA han preguntado a profesionales de marcas, agencias y medios cuáles son esas preguntas (sin respuesta) que les motivan a hacer lo que hacen. Inspirados en sus pensamientos se ha creado una serie de piezas que se pueden consultar y compartir en aloscuriososnosgustanloscuriosos.com.

Desculpe-nos, mas este texto está apenas disponível em Espanhol Europeu. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

La creatividad e innovación de la firma han sido reconocidas en la nueva edición de los Premios Genio 2021, certamen que distingue las ideas más innovadoras en el sector de la comunicación y el marketing.

El proyecto “Invisible Soledad“, desarrollado por el equipo de Consumer Engagement para BBK, ha resultado ganador en dos categorías: Innovación Medio Exterior y Campañas de Impacto Social.

Además, el proyecto “Ropa Vieja“, desarrollado por la agencia CHINA para Adolfo Domínguez, se ha alzado con el Gran Premio a la innovación en marketing, comunicación y uso de los medios, y con el premio en la categoría Innovación en Activación y Experiencia de Marca. La campaña tiene el objetivo de reforzar el compromiso de la firma con un nuevo modelo de consumo que pone en valor la durabilidad de la ropa.

Los ganadores han sido desvelados en la ceremonia presencial que ha tenido lugar el jueves 30 de septiembre en Valladolid, a la cual han asistido Luisa García, Socia y CEO Europa, y David González Natal, Socio y Director Senior Engagement, donde han recogido los premios de “Invisible Soledad“. Por su parte, Patricia Alonso, Directora de marketing de Adolfo Domínguez, y Belén Sánchez, Project manager de CHINA, han representado el proyecto “Ropa Vieja“.

Celebrados desde hace 14 años, los Premios Genio son convocados por el grupo de comunicación CMVocento, junto a la asesoría estratégica de Scopen. Cada año se premia a los actores de la industria: anunciantes, agencias de publicidad, de medios y consultoras, cuyos trabajos apuestan por resolver problemas de manera creativa, con ideas innovadoras y creando servicios relevantes para la sociedad.

LLYC suma nuevas shortlist

Estos reconocimientos se suman a los más de 107 premios recibidos por LLYC a lo largo del año 2021. Por su parte, el proyecto “Invisible Soledad” ha recibido un total de 52 premios nacionales e internacionales.

Además de estos reconocimientos, LLYC está a la espera del resultado en otros certámenes donde sus proyectos figuran como shortlist en distintas categorías.

En los Premios Inspirational 2021, LLYC acumula tres listas cortas con “La última pajita” para McDonald’s, en la categoría compromiso social corporativo planet, y con el proyecto “La cuna con pantallas (Screen Pollution)” para Multiópticas, en las categorías campañas digitales y responsabilidad social corporativa people.

Mientras, en el Festival Iberoamericano de la Creatividad (FIAP) 2021 sumamos un total de tres shortlist: con “Invisible Soledad” para BBK en las categorías Innovación en PR y en Innovación en Outdoor/Vía pública/Ambient, y con el proyecto “La cuna con pantallas (Screen Pollution)” para Multiópticas, como finalista en la categoría Innovación en Redes Sociales.

Ambos certámenes desvelarán los ganadores el próximo 7 de octubre en sus respectivas ceremonias.